Curiosidades do Mundo Automobilístico

Conheça a história da Audi

Desempenho, eficiência e tecnologia. Essa é a melhor forma de descrever a história da Audi, considerada uma das maiores representantes da qualidade técnica da engenharia alemã. Por isso, aproveitamos o momento para elaborar este post especial sobre o tema.

Aqui, você descobrirá as principais curiosidades sobre a marca, entendendo sua história, conhecendo seu crescimento meteórico no mercado, além de seus principais modelos, destaques e, até mesmo, o início da rivalidade com suas duas conterrâneas: BMW e Mercedes-Benz. Então, não perca tempo e acompanhe!

A história da Audi

A Alemanha é um lugar singular no mundo. Para quem é um entusiasta automotivo, o país representa o ápice da paixão mecânica e automobilística. O que tivemos por Ayrton Senna no Brasil é o que os alemães preservam até os dias atuais: uma paixão e respeito absoluto pela engenhosidade, criatividade e técnica.

Não por acaso, o país europeu foi berço das principais montadoras da história clássica e moderna, como BMW, Mercedes-Benz, Porsche e, obviamente, a Volkswagen, a titã corporativa que ainda hoje disputa a liderança em valor e presença de mercado. Foi nesse cenário prolífico para a engenharia automotiva que a Audi nasceu. 

Sua fundação oficial ocorreu em 1910, em Zwickau, uma pequena cidade saxã no leste alemão. O fundador foi August Horch, um engenheiro que já trabalhava com a fabricação automotiva desde 1899. Inclusive, aqui vale destacar uma curiosidade bacana sobre o nome da empresa. Audi é uma tradução em latim de Horch. 

August tomou essa decisão pois o nome Horch já estava registrado. Em alemão, o verbete significa “escute”. Então, ele optou por trazer seu sobrenome à luz de uma das línguas mais clássicas e sonoras da história, batizando a companhia de Audi. Já o logo dos quatro anéis demorou mais de 20 anos para aparecer.

Em 1932, a marca deixava de ser uma montadora isolada para dar seus primeiros passos em direção a um conglomerado — inclusive, esse é um dos primeiros registros históricos da formação de grupos automotivos como vemos hoje, em que marcas-mães são donas e controladoras de uma série de outras marcas de nicho. 

Na época, a aglutinação que deu vida à Audi foi entre ela própria, a Horch (montadora anterior de August), a DKW e a Wanderer. Com essa fusão, criou-se a Audi Auto Union. Para simbolizar essa combinação de forças, o clássico e emblemático logo das argolas foi criado. 

A ascensão da Audi no mercado global

Em nossa visão, a trajetória da Audi é uma das mais consistentes em todo o mercado. Diferentemente de outras montadoras com históricos de altos e baixos, decisões arriscadas e incertezas, a Audi sempre foi uma marca de lançamentos ponderados, de modo que tudo parecia estar sob o seu controle. 

Inclusive, isso é visto até hoje. Os veículos Audi, além de herdarem um histórico de tradição, tecnologia e performance, também contam com um dos estilos mais acertadamente conservadores de toda a indústria. Seus modelos não envelhecem, justamente pela ação ponderada e cirúrgica nas suas decisões de propósito e design. 

Mas, como um grupo que saiu do leste alemão conquista os corações do mercado ocidental? Até porque, vale lembrar, a Audi é uma “figurinha carimbada” na garagem das principais celebridades mundiais, que encontram em seus modelos opções sofisticadas, confortáveis e estilosas para usar no dia a dia. 

A resposta é muito clara: estilo, performance e tecnologia. Em 1960, houve o lançamento do carismático Audi 60, um sedan compacto utilizado pela boemia abastada na época da contracultura. Em 1972, veio o Audi 80, uma solução prática e confortável para famílias europeias, reforçando a confiabilidade da marca com o consumidor. 

Em 1980, veio o Audi Quattro, à época, o halo car da marca. Um halo car é um modelo criado para ocupar o topo do lineup, gerando reconhecimento à montadora e vendas aos demais modelos da família. Mas o Quattro foi muito mais do que isso, pois foi nele que nasceu o projeto revolucionário de tração integral da montadora alemã, o que fez a marca estampar os principais pódios do rally mundial. 

Já na década de 1990, a Audi reconheceu a importância de mergulhar no cenário urbano, aproveitando o crescimento das metrópoles e o empoderamento econômico do público mais jovem. Foi nessa era que nasceram modelos consagrados como o hatch A3, o sedan A4, o espaçoso A6, o opulento A8 e o inusitado TT.

Com o TT, a marca mostrava que sabia ser divertida, o que perdura até hoje. No entanto, a principal estratégia de crescimento moderno surgiu em 2007, com o lançamento do histórico e hiperbólico Audi R8. Da noite para o dia, era como se a marca tivesse contato com alienígenas e estivesse vendendo sua tecnologia no mercado. 

Foi por meio desse modelo que a empresa renovou seu lineup nos anos seguintes. Desde o médio A4 até o grande SUV Q7, todos passaram a existir à imagem e semelhança do R8, resultando na década de maior crescimento de vendas e popularidade da marca em toda sua história. Não por acaso, o R8 é considerado o melhor exemplo de halo car em toda a indústria.

Os principais Audi da era moderna

A começar pelo R8. Como descrevemos acima, o bólido revolucionou o mercado de maneira agressiva e inusitada. De 2007 para cá, o modelo conserva sua originalidade, com uma carroceria coupé baixa, imponente e digna do que ele de fato é: um supercarro.

Em seguida, destacamos o Q8. Atualmente, esse modelo reina soberano no topo do lineup de SUVs da Audi. Inclusive, vale notar que várias estrelas da cultura pop e do esporte são apaixonadas pela família. Como exemplo, Neymar já reportou ter um Q5, e Ronaldinho Gaúcho o Q7, ambos “irmãos menores” mas igualmente imponentes do titânico Q8.

Por fim, o TT. Sua primeira geração foi lançada ainda em 1998. Até hoje, o modelo persiste no lineup como uma proposta divertida, carismática e jovial da montadora. Na geração atual, o pequeno coupé é, certamente, um dos carros mais prazerosos de se conduzir em sua faixa de preço.

Como pôde ver, a Audi teve uma trajetória repleta de decisões acertadas, com modelos que atendiam praticamente todos os aspectos da decisão de consumo. Independentemente do seu perfil, a marca sempre ofereceu modelos perfeitos às suas expectativas, combinando tecnologia, conforto, engenharia e visão.

E aí, gostou deste post detalhando a história da Audi? Então, não perca a oportunidade de conferir mais leituras desse tipo. Para isso, é simples, basta assinar a nossa newsletter, assim, você passa a receber nossas novidades diretamente na sua caixa de entrada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

BUSCAR CATEGORIAS

Conheça os carros blindados importados mais luxuosos do mundo

VER MAIS

Conheça os carros blindados importados mais luxuosos do mundo

[Agosto/2021] Por que investir em um Sedan importado? Conheça as vantagens

VER MAIS

[Agosto/2021] Por que investir em um Sedan importado? Conheça as vantagens

Conheça a história da Audi

VER MAIS

Conheça a história da Audi

Conheça o Audi Q4: o primeiro SUV 100% elétrico da montadora alemã

VER MAIS

Conheça o Audi Q4: o primeiro SUV 100% elétrico da montadora alemã