Curiosidades do Mundo Automobilístico

Potência do motor: saiba o que considerar ao escolher seu novo carro

Para muitos entusiastas, a alma de um carro reside na combinação virtuosa entre seu estilo e desempenho. Por isso, aproveitamos o momento para falar sobre um dos fatores determinantes a essa combinação: a potência do motor!

O nosso objetivo é destacar as principais curiosidades sobre esse tema, demonstrando o impacto da potência sobre a sua experiência de condução, os principais motores do mercado, as características determinantes no arco desempenho x eficiência energética e muito mais!

Qual o impacto da potência do motor na experiência da condução?

Como você pode imaginar, a potência de um veículo está diretamente ligada ao comportamento dinâmico desse modelo na estrada. A grosso modo, quanto maior a potência, maior a velocidade final e maior a disposição do conjunto mecânico para entregar uma aceleração contínua.

Fonte reprodução do site Razao Automovel Porsche 911 997

Logicamente, existem tecnicalidades e feitos de engenharia que possibilitam maior eficiência energética. É assim que muitas montadoras, sobretudo alemãs como Audi, Mercedes e afins, conseguem entregar tanto vigor com menores conjuntos mecânicos, ainda mais se considerarmos a aliança downsizing e turboalimentação.

Quais as características dos principais motores do mercado?

Agora que você sabe que a potência está intimamente ligada ao desempenho do veículo na estrada, chega o momento de conhecer as características mais importantes nos principais motores do mercado atual, sobretudo nos veículos importados. Veja!

Dimensão

Normalmente, a dimensão do motor é o primeiro critério que vem à cabeça. 1.0, 3.6, 2.4 e por aí adiante. Mas, afinal de contas, o que significa isso? Essa é a demarcação utilizada para indicar a dimensão volumétrica do conjunto mecânico. Essa métrica é realizada em cilindradas cúbicas.

Por essa razão, é comum que motores 1.0 sejam, na realidade, conjuntos de 999 cl³, os 2.4 algo próximo 2398 cl³ e daí adiante. Tanto no Brasil como no mundo, existem estímulos fortes para a redução dos motores, proporcionalmente, reduzindo os níveis de emissões.

É por isso que muitas montadoras vêm adotando a combinação downsizing e turboalimentação. Um bom exemplo disso é a Audi, famosa por seus motores 1.4 TFSI, que combinam um cofre menor com a sobrealimentação comprimida da turbina, gerando maior torque em menores rotações, combinando vigor de aceleração, velocidade final e economia de combustível.

Fonte: reprodução do site Adverts A3 14 tfsi engine

Disposição

Já aqui, falamos da disposição dos cilindros. Provavelmente você já ouviu falar de menções como V6, V8, V12 e por aí adiante. Essa é uma alusão visual à disposição dos cilindros no interior do motor, bem como indicação clara do número de cilindros nesse conjunto mecânico.

Fonte: reprodução do site JuddPower V10 Engine

Potência

A grosso modo, quanto maior a potência de um veículo, maior sua velocidade final. Naturalmente, também devemos considerar o peso desse modelo, seu coeficiente aerodinâmico e o escalonamento das marchas. Além disso, também é importante notar que modelos da era moderna conseguem entregar performances consideravelmente superiores aos modelos pré-anos 2000, mesmo que a potência dos novos seja substancialmente menor.

Torque

O torque é a principal métrica para a aceleração de um carro. No Brasil, utilizamos a escala de kgf.m, ou seja, quilograma força/metro. Em carros turbo, é comum que o torque seja ligeiramente maior, além de estar disponível em uma faixa mais baixa das rotações.

Isso significa que o motorista não precisa pisar muito, alcançando altos giros, para obter a aceleração máxima do motor. Por outro lado, veículos aspirados costumam entregar uma aceleração mais linear e constante, pois não há nenhuma sobrealimentação na admissão de ar ao motor.

Fonte: reprodução do site Razao Automovel V12 naturalmente aspirados

Admissão

Aspirados versus turbinados. Atualmente, os turbinados dominam majoritariamente a indústria automotiva, sendo uma solução amplamente adotada por marcas como Jaguar, Mercedes, Audi, BMW, Land Rover e afins. No entanto, existem marcas puristas e mais agarradas ao tradicionalismo, como muitos modelos da Porsche, Ferrari, Alfa Romeo e afins, em que boa maioria são aspirados.

Fonte: reprodução do site: g1 motor v12 aspirado 800 cv

Qual o impacto da potência sobre valor, desempenho e consumo?

A grosso modo, quanto maior a potência, maior a noção de esportividade em torno desse veículo. Além disso, é comum que as variantes mais potentes de um modelo equipem justamente as versões de topo desse veículo.

Valor

É por conta disso que costuma existir uma correlação fiel entre maior potência, maior o preço. No entanto, essa ideia não é sempre verdade entre dois modelos diferentes, de marcas, segmentos e carrocerias distintas. Mas em uma comparação equivalente, digamos Porsche Cayman S (350 cv) e Cayman GTS (365 cv), esse é o caso.

Desempenho

Como frisamos desde o início, a potência também apresenta forte correlação com a performance do veículo. No entanto, enquanto o maior torque costuma se relacionar à maior aceleração, a maior potência está interligada à maior velocidade final – logicamente, sempre considerando fatores dinâmicos como o peso desse veículo e seu coeficiente aerodinâmico.

Atualmente, a BMW já produz SUVs topo de linha que ultrapassam os 500 cv de potência. No entanto, esses modelos não conseguem entregar o mesmo desempenho elástico que um Cayman GTS, que aplica seus 365 cv para entregar uma condução explosiva, divertida e vigorosa, possível por seu baixo centro de gravidade e leveza estrutural.

Fonte: reprodução do site WSupercars Cayman gts

Consumo

Outra correlação importante é a ideia de maior a potência, maior o consumo. Hoje em dia, essa realidade está amenizada pelos avanços gigantescos na engenharia, cada ano capaz de fazer mais com menos. Além disso, a turboalimentação faz com que muitos superesportivos hoje consumam o equivalente a um sedã médio da década de 90 – um feito absolutamente impressionante.

O que considerar na escolha do seu novo carro?

Agora, vamos falar dos critérios durante a seleção do seu próximo carro. Logicamente, os fatores aqui consideram uma atenção especial sobre a potência do motor. Além disso, você deverá avaliar pontos mais subjetivos, como a estética do modelo desejado.

Potência

Hoje em dia, é praticamente impossível que um entusiasta se decepcione com o mercado. Quer uma perua de mais de 500 cv? Mercedes CLS 63 AMG Shooting Break. Um coupé atraente com mais de 250 cv? Porsche Cayman. Um sedã sóbrio, mas que guarda 600 cv sob o capô? BMW M5. A indústria automotiva vive um auge técnico, repleto de opções que combinam o visual e o vigor desejado.

Torque

Por outro lado, é interessante balancear a decisão torque ou potência. Geralmente, carros de topo, como os citados anteriormente, já oferecem um balanço harmônico entre essas métricas, oferecendo tanto um torque absurdo como uma potência abismal.

Mas se você precisar decidir entre dois modelos, a consideração do torque pode ser um bom desempate. Quanto maior o torque, maior a aceleração do veículo. Novamente, isso deve ser correlacionado com o peso e a carroceria do modelo. Um SUV com 70 kgf.m de torque e 3.5 toneladas de peso não acelerará com o mesmo vigor que um coupé de 43 kgf.m de torque e meros 1.450 kg.

Tecnologia energética

Além da potência, é bacana considerar critérios de decisão, como a escolha por um modelo elétrico, híbrido ou à combustão, esses últimos, categorizados entre aspirados e turbinados. A potência varia conforme o projeto, mas o consumo e a autonomia são proporcionais e inerentes à tecnologia energética.

Carros elétricos não consomem combustível e, energeticamente, são as soluções mais eficientes até então. Os híbridos são um ponto intermediário, combinando velocidade final do motor à combustão, com a eficiência e aceleração do conjunto elétrico. Por fim, os motores puros à combustão seguem oferecendo a experiência mais nostálgica, mecânica e tradicional, geralmente vinculada à esportividade e ao DNA do automobilismo.

Fonte: reprodução do site F1 Technical

Como pode ver, são inúmeras as opções disponíveis para a aquisição do seu próximo modelo. No fim, pensando na potência do motor, cabe a você identificar qual máquina, tecnologia, estilo e desempenho melhor atendem as suas expectativas. Para facilitar essa jornada, você pode aproveitar e conhecer o nosso catálogo de modelos.

E aí, gostou deste post especial sobre potência do motor? Então, aproveite o momento para selecionar a máquina dos seus sonhos, conversando com a nossa equipe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

BUSCAR CATEGORIAS

Qual a diferença entre carros de competição e carros normais

VER MAIS

Qual a diferença entre carros de competição e carros normais

Carros híbridos de luxo disponíveis no Brasil

VER MAIS

Carros híbridos de luxo disponíveis no Brasil

7 dicas para evitar problemas ao deixar o carro parado

VER MAIS

7 dicas para evitar problemas ao deixar o carro parado

Potência do motor: saiba o que considerar ao escolher seu novo carro

VER MAIS

Potência do motor: saiba o que considerar ao escolher seu novo carro