AutomobilismoCorridas e competiçõesDesignHistóriaInovaçãomaseratiMasserattiPininfarinaSem categoria

Maserati – Uma potência italiana. (Parte 3)

A Maserati é uma das principais marcas de supercarros da Itália e possui uma rica história marcada por paixões e tragédias familiares.

Rodolfo Maserati era um amante e entusiasta da velocidade e das novas tecnologias que surgiam no século XIX.

Fonte: Reprodução do site Car Brands: Maserati Logo Histpry

Esse gosto foi passado para seus filhos, sendo que o primogênito, Carlo, logo entrou para indústria automotiva como piloto e engenheiro.

Carlo ajudou seus irmãos a entrar para o ramo e pouco tempo após abrir seu próprio negócio, faleceu devido a uma doença pulmonar.

Coube então Alfieri Maserati, junto ao seu irmão Ettore, iniciar a trajetória da empresa familiar.

Fonte: Reprodução do Site: Maserati USA Brand the company

Quis o destino que apenas cinco meses após a abertura de suas oficinas, começasse a primeira guerra mundial.

Alfieri e Ettore ficaram longe do campo de batalha, mas tiveram de dedicar seus esforços apenas em um novo sistema de ignição que haviam desenvolvido.

O sistema era utilizado nos aviões da força aérea italiana.

Fonte: Reprodução do site Pinterest World War 1

O primeiro veículo Maserati viria a surgir apenas na década seguinte, e, junto com ele a participação em provas com Alfieri no cockpit.

Um grave acidente nas pistas em 1927, porém, comprometeu com gravidade seu rim, levando-o a falecer em 1932.

Foi nesse ponto que deixamos os irmãos em nosso último post.

Maserati: superação e sucesso nas pistas

Mais uma vez os irmãos Maserati se viam em meio a uma tragédia familiar.

Ettore, Ernesto e Bindo, que trabalhavam com Alfieri, decidiram, entretanto continuar com o  negócio em família.

Fonte: Reprodução do Site: Maserati of Albany

Para isso, Bindo deixou a Isota Francishini, onde trabalhava e foi colocado como presidente da empresa.

Ernesto, embora jovem, era extremamente talentoso, e, por isso, se tornou responsável pal parte técnica.

Fonte: Reprodução do site Motor Valley Story: Ernesto Maserati founding the family business

Foi dele o novo Tipo V5 que conquistou bons resultados na pista.

Aos irmãos se somou ainda o piloto Tazio Nuvolari, uma lenda da época.

Tazio chegou a Maserati após se desentender com Enzo Ferrari, que se recusara a aceitá-lo como sócio com partes iguais.

Fonte: Reprodução do site Storie di Sport: Tazio Nuvolari

Com Tazio a Maserati conquistou importantes vitórias naquele ano.

A parceria, contudo, durou apenas até o ano seguinte. Tazio resolveu correr como piloto privado, embora a assistência técnica de seus carros fosse feita por Ernesto.

Mesmo com nome consolidado no automobilismo europeu, a Maserati enfrentava dificuldades financeiras.

Especialmente após a forte entrada das empresas alemãs que contavam com amplo apoio do regime de Hitler.

Assim, os irmãos se viram obrigados a tomar uma decisão difícil, porém necessária: a venda da empresa para Adolfo Orsi em 1937.

Adolfo era um empresário italiano bem sucedido e conhecido e sobre sua condução a Maserati atingiu seu auge nas corridas.

Fonte: Reprodução do site Wikipedia: Adolfo Orsi

Vale ressaltar que Ettore, Ernesto e Bindo continuaram a ter posições de destaque dentro da empresa.

Logo em 1939 a companhia se tornou a primeira fabricante italiana a ganhar uma prova em território norte-americano. E logo a mítica Indianápolis!

O feito se repetiria no ano seguinte.

Fonte: Reprodução do site Journal Classic Cars: Classic Profile Maserati Wins 1939 Indianapolis 500

Com a chegada da Segunda Guerra a empresa mais uma vez se viu obrigada a voltar seu foco para a produção de velas de ignição.

Em paralelo, entretanto, produziria veículos elétricos, entre 1940 e 1945.

Terminado o conflito foi impressionante a capacidade da empresa de se recuperar, mesmo estando em um país do lado derrotado.

Já em 1946, lançou seu primeiro veículo voltado para as ruas. Um Gran Turismo que recebeu o nome de A6 e apresentado no Salão de Genebra.

Fonte Reprodução do site WheelsAge: Maserati A6 GT

O A6 – o A vem de Alfieri e o 6 indica o número de cilindradas – foi um sucesso entre o público.

Apenas 2 anos depois, no Salão de Turim, o mundo conhecia o A6 1500, que teve design elaborado por Pininfarina.

Tudo parecia se encaixar para os italianos. E o melhor ainda estaria por vir com o início da Fórmula 1 em 1950.

Em nosso próximo artigo te contamos a última parte dessa história. Do sucesso nas pistas a consolidação como marca de supercarros.

E para ficar por dentro de todas as novidades de nossa loja acompanhe nossas páginas nas redes sociais!

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *