300 S – O primeiro Mercedes-Benz Classe S

A Mercedes-Benz é uma das principais montadoras de automóveis do mundo, com uma longa história de sucesso.

Seus modelos sempre estiveram associados a qualidade, tecnologia,  luxo e sofisticação.

E não há dúvidas que muito disso se deve ao seu icônico modelo Classe S,  que há gerações é sinônimo de sedã de luxo.

Fonte: Reprodução do site Mercedes Benz: Vehicles S-Class

A Paíto Motors te conta a história da origem desse modelo que há mais de sessenta anos conquista os motoristas. Confira!

Mercedes Classe S: o  início de uma dinastia

Já na década de 1930 a Mercedes-Benz contava com veículos de grande porte e luxuosos como o 770 e os conversíveis 500K e 540K.

Esses modelos se destacam ainda hoje pela beleza e qualidade presente em todos os detalhes e indicaram um caminho a seguir para a companhia.

Fonte: Reprodução do site Fav Cars: Mercedes Benz 770 Grand Mercedes 1938
Fonte: Reprodução do site Cars Invasion: 1935 Mercedes-Benz 500K
Fonte: Reprodução do Car Classic: Mercedes-Benz 540k 1930s

Em 1951 surge o modelo que daria origem ao Classe S e aos sedãs de luxo como conhecemos hoje, era o 300.

Fonte: Reprodução do site Bestcarma: Mercedes Benz 300s

O primeiro chanceler alemão após a segunda Guerra Mundial, Konrad Adenauer, contava com seis deles como carro oficial.

Assim, o 300 ficou popularmente conhecido pelo sobrenome do chanceler e foi um marco da reconstrução alemã.

Afinal, mesmo destroçada após a guerra a indústria daquele país mostrava sua força e brindava o mundo com um carro de altíssimo padrão.

Apresentado no Salão de Frankfurt em abril de 1951, o 300 S era como um aviso a todos que a Mercedes estava voltando a seus dias de glória da década de 1930.

Ele foi lançado ainda nas versões Roadster, Cabriolet 2+2 e Coupé.

Vídeo/Reprodução: Canal Mercedes-Benz Museum no Youtube.com – Título do Vídeo: 1954 Mercedes-benz 300 S Cabriolet A. Descrição: Der Mercedes-Benz 300 S erscheint Ende 1951 als besonders exklusives Spitzenmodell mit sportlicher Note. Der Zweitürer ist als Coupé, Cabriolet und Roadster erhältlich. Er basiert technisch auf dem Typ 300, ist aber mit einem noch leistungsstärkeren Motor ausgerüstet. In seinem eleganten Design entspricht er eher der klassischen Linie der 1930er-Jahre als den zukünftigen “Ponton”-Modellen. Zylinder 6 Hubraum 2996 cm³ Leistung 150 PS (110 kW) bei Drehzahl 5000/min Höchstgeschwindigkeit 175 km/h Produktionszeitraum 1951-1955 Produzierte Stückzahl 560

O design era marcado por suas linhas dinâmicas, faróis e para lamas mais avançados e a grade do radiador alta.

Os estribos entre os para lamas salientes e a leve declínio na traseira eram um tendência da época incorporada pelo projetista Hermann Ahrens.

Fonte: Reprodução do site Media Daimler – Mars Media. “Picture dates from around 1939 and shows Ahrens in the special vehicle production unit”

Herman, aliás, havia sido responsável pelo projeto do 500K e do 540K da década de 1930.

A versão cabriolet se diferenciava do roadster pelo tipo de capota, contando com barras landau cromadas nas laterais e propiciava melhor conforto térmico.

O interior do 300 S se destacava pelo requinte e cuidado em cada detalhe.

Fonte: Reprodução do site Flicker: 1955 Mercedes-Benz 300 S Roadster – Gray

Nos bancos os revestimentos eram de couro ou lã, o painel revestido de madeira com um relógio retangular no centro.

O volante de dois raios também se destacava e trazia um aro utilizado tanto para acionar a buzina como para ligar as luzes de direção.

Nos modelos abertos uma novidade era a articulação invertida e estendida do retrovisor interno.

Dessa  forma era possível posicioná-lo para obter a melhor visão com a capta levantada ou abaixada.

Vídeo/Reprodução: Canal Auto Moto TV no Youtube.com – Título do Vídeo: 1955 Mercedes-Benz 300 S at Madrid Motor Show 2014/AutoMoto TV. Descrição: 1955 Mercedes-Benz 300 S at Madrid Motor Show 2014 | AutoMotoTV

Na mecânica, enquanto o modelo tipo sedã alcançava os 155 cv, as demais versões chegavam a 150 cv.

Para isso eram utilizados 3 carburadores, aumentando a taxa de compressão do motor.

Em termos efetivos o 300 S  alcançava a velocidade máxima de 175 Km/h e fazia de 0 a 100 Km/h em apenas 15 segundos.

O desempenho se assemelhava ao conquistado pelo 540K, mas, com o consumo de combustível pela metade.

Vídeo/Reprodução: Canal SUPERCARCLASSICS no Youtube.com – Título do Vídeo: Mercedes-Benz 300s Roadster 1954 – Modest test drive – Engine sound / SCC TV. Descrição: Recently we came across this beautiful Mercedes-Benz 300 S Roadster 1954 at The Gallery in Brummen, The Netherlands. We took the car for a little spin! We love to hear your comments on our videos. Feel free to leave one! We make these videos because we love cars. Please help us keep making them by liking our videos. Thank you very much! The hand-built two-door “W188” Type 300 S was Mercedes-Benz’s top-end vehicle on its introduction at the Paris Salon in October 1951. The Type 300 S came as a 2+2 coupe, cabriolet (with landau bars) (officially Cabriolet A), or roadster. Although mechanically similar to the contemporary W186, the additional craftsmanship, visual elegance, and 50% higher price tag elevated the W188 to the apex of its era’s luxury cars. 7.8:1 compression and triple Solex carburettors raised maximum engine output to 150 PS (110 kW; 150 hp) at 5000 rpm. From July, 1952 to August, 1955, a total of 216 Coupés, 203 Cabriolet As and 141 Roadsters were produced.

Vale destacar ainda a suspensão independente nas quatro rodas, os comandos hidráulicos do freio a tambor e sistema elétrico de 12 volts.

O 300 S combinava, assim, um design clássico com uma mecânica contemporânea estando acima do encontrado a época.

Há quem considere, inclusive, que o modelo é o responsável pelo maior desenvolvimento dos freios a tambor.

Vale ressaltar que alguns diferenciais até poderiam ser encontrados em alguns modelos, mas, todos eles juntos apenas no Mercedes.

O sucesso do modelo abriu espaço para o início de uma dinastia que já conta com 9 gerações desde o lançamento.

Fonte: Reprodução do site Expensive cars Fans: Generation of Mercedes-Benz S-Class – Recent Photos

É quase impossível não associar a companhia alemã aos seus Sonderklasse, origem da sigla S e que significa classe especial em alemão.

Quem é apaixonado pelos sedãs ou coupés de luxo deve pelo menos uma vez experimentar dirigir os carros da Mercedes-Benz.

A experiência é única. É conforto, tecnologia, luxo e potência em um carro que há 67 anos vem conquistando o mundo.

E você? Já teve alguma experiência a bordo de um Classe S? Conta para nós nos comentários!

E para saber mais sobre os modelos históricos do mercado de luxo, continue acompanhando nosso blog.

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *