Porsche

Porsche Cayenne – a aposta que deu certo

Não há dúvidas que a Porsche é uma das marcas de automóveis mais admiradas do mundo e com uma rica história. Aqui mesmo em nosso blog já contamos um pouco sobre a sua trajetória de sua fundação até os dias de hoje. Você pode conferir aqui.

Se inicialmente os alemães eram conhecidos apenas pelos seus superesportivos, no século XX essa realidade mudou.

Cayenne: o SUV de luxo da Porsche

Desde os anos finais da década de 1990 é possível observar uma grande procura pelos utilitários esportivos. Hoje não há dúvidas que os SUVs são algumas das presenças mais constantes nas ruas das grandes cidades.

Em 2002, a Porsche, indo na contramão de sua história dedica aos esportivos de luxo, lançou seu próprio modelo. A Porsche Cayenne foi recebida à época de seu lançamento com surpresa pelo mercado.

Embora fugisse completamente do histórico da empresa, não havia dúvidas sobre a qualidade do modelo, uma vez que a excelência é marca da empresa. Sendo o primeiro carro da companhia equipado com motor V8, o Cayenne logo conquistou o público.

Fundamental para os rumos da companhia de Stuttgart no século XX é hoje o segundo modelo mais vendido, atrás apenas do mítico Porsche 911.

Para aqueles que buscam conforto, espaço, sofisticação, tecnologia o Porsche Cayenne é uma excelente opção. Atualmente o modelo é fabricado em 4 variações de motor e com mais de 500 opções de
acabamento.

Em um momento onde a exclusividade e o poder de escolha dos consumidores são exaltados esse é um diferencial importante. Mas, não se trata apenas de design e conforto, o modelo se destaca e conquista os mercados também por sua força.

Prova disso foi o feito realizado em abril de 2017 que valeu a entrada do Porsche Cayenne no livro dos recordes. Foi no aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, que o SUV conseguiu a proeza de puxar por 42 metros o maior a avião de passageiros do mundo. O Airbus A380, pertencente a Air France, mede 73 metros e pesa as incríveis 285 toneladas, sendo um gigante dos ares.

Vale ressaltar que Cayenne responsável pelo feito não havia sofrido quaisquer modificações e estava equipado com um motor a diesel de 385 cv com torque de 86.Kmfg.

Após obter o recorde, o exercício também foi realizado com versão Turbo S, de 570 cv. Mesmo com o grande esforço, nenhum dos veículos sofreu alterações e, segundo a empresa, voltaram rodando a Londres.

Vale lembrar que a marca anterior do carro de produção que puxou o avião mais pesado da história era do Nissan Patrol. Em 2013, o modelo da marca japonesa havia puxado um Ilyushin II-76 de 170 toneladas, ou seja, 115 toneladas a menos do feito conquistado pelo Cayenne.

Não bastasse os incríveis números de venda essa conquista demonstra, mais um vez, que valeu a pena a montadora alemã investir nos SUVs.

Que a companhia possa sempre continuar a nos presentear com seus modelos incríveis,sejam eles esportivos de luxo ou utilitários.

Gostou desse artigo? Acompanhe as redes sociais da Paíto Motors e fique por dentro de todas
as novidades da loja e de nosso blog.

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *